TELENIMA recruta recém-licienciados

Com sólidas relações de parceria com um dos maiores Grupos privados na área do Audiovisual, a TELENIMA, em fase de estruturação apesar do seu envolvimento (parcial) com importantes Empresas do setor, alia-se no combate à segmentação do desemprego. Exclusivamente destinadas a recém-licenciados, desta feita estão abertas inscrições para eventual contratação, em regime de experiência a termo resolutivo certo pelo período de um ano…

(ver o anúncio)

“O público português é pouco homogéneo porque há várias correntes e atitudes diferentes em relação ao audiovisual. Há quem opte por determinados formatos porque é moda, quem se oriente pela qualidade, os entusiasmados pela modelagem irreverente, apelidada de alternativa, e outros há – mais preguiçosos – que se deixam conduzir pelo arrasto, se os podemos qualificar. Há um certo nível de apreciação e qualidade nos consumidores e o potenciómetro comercial sofreu uma valente derrapagem desde 2010 em Portugal. Estamos a atravessar um período complicado em termos de apostas novas. Existem muitos riscos. Isto dantes era uma indústria que corria riscos, agora é uma indústria de não tomar riscos. Cover your ass, como dizemos. Efectivamente, com a falta de verbas tudo carece de reorganização e reestruturação e os projectos embrionários tendem a permanecer na gaveta até á «monção económica». Numa altura em que o retorno fechou a torneira, investir «a seco» pressupõe precisamente converter a garantia em morte prematura. A «congelação» faz parte do business plan. Por outro lado, o importante é fazer as coisas pelo gosto para que se possa ter um bom desenvolvimento e esse é o território da TELENIMA. Ainda relativo à ideia TELENIMA, que eu considero uma espécie de joint-venture em gestação, de uma forma geral, tudo nela se desenvolve de forma espontânea, o que significa que, devido ou graças ao estado actual das coisas, os objectivos fogem um pouco daquela previsibilidade – break even – irritante geralmente consagrada aos grandes empreendimentos” arremata Laetitea

Os comentários estão fechados.