Cascais lança Justiça Restaurativa em Portugal

A associação de voluntariado prisional Confiar, representante da Prison Fellowship International em Portugal, e a Câmara Municipal de Cascais celebraram recentemente um protocolo de cooperação. Este compromisso, assumido entre José da Mata de Sousa Mendes (presidente da Confiar) e Carlos Manuel de Jesus Carreiras (presidente da Câmara Municipal de Cascais), elevará Cascais a capital portuguesa da chamada ‘Justiça Restaurativa‘. Este projeto, pioneiro em Portugal, permitirá o desenvolvimento de várias iniciativas conjuntas relacionadas com o sistema prisional, como, por exemplo, a divulgação da problemática da reinserção social e profissional de ex-reclusos junto da população e das instituições do Conselho de Cascais, entre outras.

1ª Conferência Ibérica de Justiça RestaurativaA justiça restaurativa ou ‘Building Bridges’, paradigma já com 40 anos de existência muito aplicado nos Estados Unidos da América (EUA) sob o dístico de ‘Sicamore Tree Project’, cuja metodologia – opondo-se à tradicional justiça punitiva-retributiva – passa por colocar vítimas e agressores frente a frente com vista a uma eventual reconciliação, terá em Cascais a sua primeira conferência Ibérica. Este evento decorre nos dias 15 e 16 de julho de 2016,  na Casa das Histórias Paula Rego, em Cascais (Portugal).

A abertura da conferência conta com a participação do presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, do provedor de Justiça, José de Faria Costa, do presidente do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (da Universidade de Lisboa), Manuel Meirinho e do presidente da Confiar, José de Sousa Mendes.

O programa, em formato PDF, pode ser consultado aqui. As inscrições podem ser efetuadas através deste formulário.

Os comentários estão fechados.