Category Archives: Informática

Twitter faz frente a Trump

Esta quinta-feira a rede social Twitter rejeitou um pedido por parte da administração norte-americana para revelar a identificação de um utilizador. Aparentemente, a dita conta (@ALT_uscis), opositora do Presidente Donald Trump, estará a ser incómoda devido às sucessivas críticas que esta tem tecido naquela rede. Contudo, a empresa responsável pela rede social, cuja liberdade de expressão impõe as devidas regras quanto ao tipo de conteúdo e comportamento permitidos, defende que todos devem ter o poder de criar e compartilhar ideias e informações instantaneamente, sem qualquer obstáculo.

Precisamente, no dia 14 de março, a rede Twitter terá recebido do Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos (DHS) uma requisição reclamando os dados pessoais do respetivo usuário. Para já, não se conhece os argumentos apresentados no requerimento. É que a conta visada, criada em janeiro de 2017 e que assume o identificador pessoal ALTImmigration (@ALT_uscis), tem vindo a insurgir-se – enérgica e humoristicamente – contra as políticas de imigração preconizadas por Trump.

O processo, que conta com a intervenção da American Civil Liberties Union (ACLU) cuja missão é defender e preservar os direitos e liberdades individuais garantidas a cada cidadão pela Constituição e leis dos Estados Unidos, já deu entrada num tribunal federal de São Francisco, na Califórnia. Devido a esta polémica, a conta ‘a silenciar’ passou de 35 mil a 150 mil seguidores no espaço de algumas horas.

Sabe-se que praticar algo repetidamente é uma forma eficaz de aprender, porque envolve a ativação repetida das mesmas vias neurais, que se tornam cada vez mais fortes e mais eficientes. Todas as vezes que aprende- mos algo de novo o nosso cérebro altera-se um pouco. A aprendizagem induz a formação de novas sinapses, o que torna os neurónios mais eficientes e poderosos. Aprender literalmente molda o cérebro ao longo de toda a vida e ajuda-nos, inclusive, a saber lidar com as contrariedades.

Neste sentido, para Washington, o Twitter – que no passado mês de março celebrou os seus 11 anos de existência – oferece assim uma excelente oportunidade de aprendizagem, visto que, para além de não permitir conteúdos considerados ofensivos, também não são tolerados comportamentos que ultrapassem a linha para o abuso, incluindo comportamento que assedie, intimide, use o medo ou o seu ministério para silenciar a voz dos usuários.

twitter

Anúncios

Operação E-Commerce Retail Week of Action

Raquel Pimentel - Operação E-Commerce Retail Week of Action

Operação ‘e-Commerce Retail Week of Action’ já fez dois detidos

Através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção – UNCC, a Polícia Judiciária já identificou e deteve dois indivíduos no âmbito da operação ‘E-Commerce Retail Week of Action’. Esta investigação, coordenada pela Europol, tem como principal missão prevenir e combater os crimes de burla informática através da aquisição de bens online.

Os dois compradores, agora detidos, foram surpreendidos em flagrante delito a levantar bens encomendados de forma fraudulenta – via online – com recurso a dados de cartões bancários (de terceiros) obtidos através de sistema informático.

Na sequência desta operação, ainda em curso, para além da apreensão de material informático e de telecomunicações, bebidas alcoólicas e perfumes, foram encontrados cerca de 20 mil dados de cartões bancários – referentes a cidadãos portugueses e de várias outras nacionalidades – prontos para serem usados em compras efetuadas sob o mesmo tipo de ilícito.

Se, no mundo virtual, é impossível roubar uma carteira, o mesmo não se pode dizer do conteúdo de uma conta bancária. Já agora fique a saber que, para lá de desvio e apropriação de dinheiro por via informática, o chamado ‘ciber-roubo’ inclui outras atividades, como, por exemplo, espionagem, fraude, plágio e pirataria. O envio de um e-mail que pede ajuda para se transferir fundos de outro país é uma das práticas mais difundidas. Neste campo, há ainda que ter em atenção os jogos online que exigem pagamento eletrónico. Em alguns casos, os próprios prestadores de serviços do jogo usam esses dados para posteriormente roubar as vítimas.

A operação E-Commerce Retail Week of Action prossegue…

Samsung cancela o Galaxy Note 7

Depois dos rumores, as certezas! A Samsung decidiu mesmo interromper a produção do modelo Galaxy Note 7, lançado no verão passado, devido a problemas relacionados com a bateria. Na origem do defeito estará a relação do íon-lítio e o risco de explosão durante ou depois o carregamento. Ao que tudo indica, a empresa sul-coreana terá comercializado este modelo de forma precoce, antecipando-se assim ao lançamento do iPhone 7 da sua principal rival, a multinacional norte-americana Apple.

No seu comunicado de hoje, terça-feira 11 de outubro, aquela que é considerada a maior fabricante de telemóveis do mundo também garantiu que todos os consumidores do Note 7 vão poder reaver o dinheiro dos aparelhos ou reinvesti-lo na aquisição de quaisquer outros modelos (da empresa). O modelo será muito provavelmente retirado do mercado. Segundo o jornal norte-americano The New York Timesa produção do melindroso Smartphone vai mesmo cessar definitivamente. As perdas acarretadas por todo este processo apontam valores superiores a 2.700 milhões de euros nos próximos 2 trimestres.

Para a empresa fundada em 1938 pelo empresário Lee Byung-chul, classificada pela revista quinzenal Forbes como sendo a 15.ª empresa mais confiável do mundo em 2015, esta falha surgiu no pior momento. A Samsung já estava a atravessar um mau período. O equipamento Galaxy Note 7 vê assim abreviado o seu percurso no know-how sul-coreano. Este episódio pode incidir na imagem da marca.

Até agora, a atual gama alta de smartphones teve duas grandes virtudes: eram esteticamente muito atrativos e ainda tremendamente potentes. Falamos de complexas obras de engenharia que oferecem uma solvência total, por mais exigente que seja o serviço. É um facto que as dimensões destes equipamentos já não são um problema para os engenheiros, que continuam, ano após ano, a instalar-lhes componentes mais céleres e eficientes em volumes de produto semelhantes ou, inclusive, menores do que os de gamas anteriores. Isto, para não falar nos smartphones que chegam aos 6 GB de RAM (mais do que alguns portáteis atuais).

Quanto às baterias e aos consumos energéticos, cada vez mais reduzidos, apesar de alguns modelos chegarem já aos dois dias de uso intensivo sem grande senão, o avanço exige algum tempo. Além da redução no consumo de bateria, avançou-se de forma significativa na sua dinâmica de recarga rápida. Por exemplo, hoje, segundo os modelos e não penetrando na quantidade de energia transferida como no caso do novo interface USB Tipo C, é possível carregar a bateria até 50% em apenas meia hora.

Samsung Galaxy Note 7

Samsung retira o Galaxy Note 7 de circulação

Fica provado que, de forma geral, a maioria dos telefones (inteligentes) de gama alta oferece rendimento suficiente para que os utilizadores fiquem satisfeitos. Mantendo-se na linha da frente, a Samsung tem vindo a desenvolver os equipamentos de forma operativa; foi pioneira no desenvolvimento do PMPs (Portable Media Players), na comercialização da primeira memória flash, o não menos conhecido NAND SSD (Solid State Disk) de 32GB, e, atualmente, começou com a integração do sensor de ritmo cardíaco. Contudo, tudo isto requer precisão e um tempo mínimo de aplicação.

«No melhor pano cai a nódoa», se este adágio popular terrifica os grandes fabricantes, neste caso a Samsung acabou de colidir frontalmente com uma segunda lição «Quanto mais depressa, mais devagar».

PowerPoint com falhas

Microsoft PowerPointO código fonte do programa PowerPoint, da Microsoft, apresenta brechas em todas as versões do Windows, à exceção do Windows Server 2003, e coloca em risco a segurança dos utilizadores através do PowerPoint Viewer. O dito programa, frequentemente usado em apresentações animadas com sons, imagens, textos e vídeos, foi recentemente analisado e considerado inseguro pela própria Microsoft Corporation, por permitir, aos hackers, operações remotas invasoras a reboque das autorizações legitimamente solicitadas ao usuário aquando da sua execução. No dia 21 de outubro, a Microsoft publicou no seu website um alerta sobre este problema para profissionais de TI de segurança da Microsoft. O aviso de segurança que dá conta da vulnerabilidade no Microsoft OLE, Microsoft Security Advisory 3010060 (em inglês apenas), contém ainda uma série de informações pertinentes relacionadas com proteção e privacidade.

Crise aumenta recurso aos leilões

Normalmente mais focadas em produtos usados, as transações entre particulares são uma das formas peculiares de comércio eletrónico. Os consumidores contornam os circuitos tradicionais das lojas também através de leilões. A ideia é herdada das trocas diretas realizadas desde sempre, ou das vendas em quermesses, e mais recentemente dos sistemas de classificados e anúncios pessoais, mas ganha nova dimensão global com a Internet, que disponibiliza também novas ferramentas de avaliação da comunidade que podem ajudar a identificar os bons e maus vendedores. A possibilidade de criar referências para um determinado vendedor é uma das mais-valias desta plataforma eletrónica face aos sistemas tradicionais. Note-se porém que nem tudo é tão claro.
Raquel Pimentel - Leilões - Blog

Este mercado eletrónico de produtos usados aumentou drasticamente com a crise económica, revelam estudos. O número de sites que permitem aos internautas vender artigos em segunda mão aumentou, com os automóveis no topo da tabela dos bens mais transacionados a nível mundial, sendo responsáveis por 21,7 por cento do mercado. Seguem-se-lhes os ‘produtos culturais e de lazer’ e também a eletrónica.

O fim do Windows XP alicia cibercriminosos

O velho sistema operativo Windows XP tem os dias contados. Após 12 anos de existência, eis que um dos mais prestigiados sistemas operacionais oriundos da Microsoft encerra as suas portas a 8 de abril do próximo ano (2014). Quer isto dizer que, vencida essa data, o dito software deixará de ser assistido ou desenvolvido pela Microsoft. Na ausência de suporte ou adaptações adequadas, qualquer computador munido de um sistema desatualizado, quando ligado à Internet, fica exposto aos inúmeros obstáculos ordenados pela evolução. Apesar da recomendada migração para uma versão superior (Windows 7 ou 8), é provável que muitas empresas e utilizadores particulares incautos se mantenham fieis ao (obsoleto) XP, após a data do referido término. Consequentemente, devido a falta de resposta dos dispositivos de segurança (desatualizados), o aumento significativo de casos relacionados com o cibercrime é outra infeliz previsão. A IDC (International Data Corporation) fez recentemente um estudo sobre o impacte da não migração de XP (para uma versão superior) e o relatório aponta valores na ordem dos 250 milhões de euros.O fim do Windows XP alicia cibercriminosos