Category Archives: Notícias

Os 72 anos da Polícia Judiciária

Policia Judiciaria

Os 72 anos da Polícia Judiciária

Esta sexta-feira a Polícia Judiciária (PJ) celebrou 72 anos de exercício ao serviço da Justiça. São 72 anos de luta contra o crime, de afirmação, de isenção e de mérito. A cerimónia comemorativa teve lugar na sede da instituição, em Lisboa.

Eis os resultados operacionais entretanto recapitulados.

Para aqui deixar registados os números mais recentes, importa lembrar que desde outubro de 2016 a PJ deteve 175 presumíveis violadores e 108 presumíveis incendiários. Foram identificadas e detidas mais de 1600 pessoas, 40 % das quais sujeitas a prisão preventiva. Contabilizados 161 presumíveis homicidas, 167 indiciados pela prática de assalto à mão armada, 62 pelo crime de sequestro e 59 por corrupção e fraudes. No tráfico de droga e posse ilegal de armas o número ultrapassa os 400 indivíduos.

Quanto ao material apreendido, o inventário denota 837 armas de fogo e 472 viaturas. Em termos de narcóticos, através da Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes (UNCTE) surgem valores igualmente expressivos com cerca de 11 toneladas de haxixe e 689 quilogramas de cocaína.

Sabe-se que os crimes contra a paz e a humanidade não são propriamente uma inovação no nosso ordenamento jurídico (de enorme ressonância doutrinal). Contudo, a moldura assume hoje, com uma ou outra variação, uma qualificação de ponta na necessidade de se tipificar determinadas condutas que violam valores que a comunidade internacional reconhece como essenciais ao seu desenvolvimento.

Muito haveria a dizer acerca dos crimes praticados contra valores e interesses da vida em sociedade. Assim como, entre outros, os crimes contra a família, crimes sexuais e crimes levados a cabo contra os sentimentos religiosos ou relativos à ordem e à tranquilidade pública. Na mesma linha se pode colocar os delitos contra o ambiente, etc.

No que toca a crimes praticados com auxílio das tecnologias em ambiente digital, ou Cibercrime, conforme já sublinhado em ‘Crimes na Internet‘, publicado no site em 2015, a Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Informática (UNC3T) da Polícia Judiciária mostra-se particularmente atenta. Para além das burlas em plataformas de vendas na Internet e das injúrias ou difamações cometidas por via dos sistemas de informação, a cibercriminalidade contra menores (para lá da difusão online de pornografia infantil) está em crescimento e tem merecido por parte das autoridades competentes especial atenção. Além disso é possível dizer que, tirando o facto de Portugal ter as ferramentas necessárias para o combate ao crime informático, as iniciativas europeias de legislar a proteção de dados, ou metadados, atingiram o ‘ponto quente’.

Numa outra perspetiva mais ‘craneoscópica’ do assunto, podemos dizer que numa sociedade cada vez mais técnica e complexa nos instrumentos materiais, com os seus consequentes perigos e riscos, o combate vivo à criminalidade requer – para além da remessa de 120 novos inspetores e de um direito penal revisto – condições e meios condignos. Neste sentido, o diretor nacional da Polícia Judiciária, Almeida Rodrigues, reafirma a sua preocupação quanto à indexação das remunerações dos inspetores da Polícia Judiciária às que são auferidas pelos juízes e procuradores do Ministério Público, uma vez que os investigadores, licenciados, deverão sujeitar-se, no plano dos deveres, aos mesmos princípios éticos e obedecer ao mesmo quadro normativo das magistraturas.

E com isto, já lá vão 72 anos de desafios energicamente vencidos!

Anúncios

Samsung cancela o Galaxy Note 7

Depois dos rumores, as certezas! A Samsung decidiu mesmo interromper a produção do modelo Galaxy Note 7, lançado no verão passado, devido a problemas relacionados com a bateria. Na origem do defeito estará a relação do íon-lítio e o risco de explosão durante ou depois o carregamento. Ao que tudo indica, a empresa sul-coreana terá comercializado este modelo de forma precoce, antecipando-se assim ao lançamento do iPhone 7 da sua principal rival, a multinacional norte-americana Apple.

No seu comunicado de hoje, terça-feira 11 de outubro, aquela que é considerada a maior fabricante de telemóveis do mundo também garantiu que todos os consumidores do Note 7 vão poder reaver o dinheiro dos aparelhos ou reinvesti-lo na aquisição de quaisquer outros modelos (da empresa). O modelo será muito provavelmente retirado do mercado. Segundo o jornal norte-americano The New York Timesa produção do melindroso Smartphone vai mesmo cessar definitivamente. As perdas acarretadas por todo este processo apontam valores superiores a 2.700 milhões de euros nos próximos 2 trimestres.

Para a empresa fundada em 1938 pelo empresário Lee Byung-chul, classificada pela revista quinzenal Forbes como sendo a 15.ª empresa mais confiável do mundo em 2015, esta falha surgiu no pior momento. A Samsung já estava a atravessar um mau período. O equipamento Galaxy Note 7 vê assim abreviado o seu percurso no know-how sul-coreano. Este episódio pode incidir na imagem da marca.

Até agora, a atual gama alta de smartphones teve duas grandes virtudes: eram esteticamente muito atrativos e ainda tremendamente potentes. Falamos de complexas obras de engenharia que oferecem uma solvência total, por mais exigente que seja o serviço. É um facto que as dimensões destes equipamentos já não são um problema para os engenheiros, que continuam, ano após ano, a instalar-lhes componentes mais céleres e eficientes em volumes de produto semelhantes ou, inclusive, menores do que os de gamas anteriores. Isto, para não falar nos smartphones que chegam aos 6 GB de RAM (mais do que alguns portáteis atuais).

Quanto às baterias e aos consumos energéticos, cada vez mais reduzidos, apesar de alguns modelos chegarem já aos dois dias de uso intensivo sem grande senão, o avanço exige algum tempo. Além da redução no consumo de bateria, avançou-se de forma significativa na sua dinâmica de recarga rápida. Por exemplo, hoje, segundo os modelos e não penetrando na quantidade de energia transferida como no caso do novo interface USB Tipo C, é possível carregar a bateria até 50% em apenas meia hora.

Samsung Galaxy Note 7

Samsung retira o Galaxy Note 7 de circulação

Fica provado que, de forma geral, a maioria dos telefones (inteligentes) de gama alta oferece rendimento suficiente para que os utilizadores fiquem satisfeitos. Mantendo-se na linha da frente, a Samsung tem vindo a desenvolver os equipamentos de forma operativa; foi pioneira no desenvolvimento do PMPs (Portable Media Players), na comercialização da primeira memória flash, o não menos conhecido NAND SSD (Solid State Disk) de 32GB, e, atualmente, começou com a integração do sensor de ritmo cardíaco. Contudo, tudo isto requer precisão e um tempo mínimo de aplicação.

«No melhor pano cai a nódoa», se este adágio popular terrifica os grandes fabricantes, neste caso a Samsung acabou de colidir frontalmente com uma segunda lição «Quanto mais depressa, mais devagar».

Crise aumenta recurso aos leilões

Normalmente mais focadas em produtos usados, as transações entre particulares são uma das formas peculiares de comércio eletrónico. Os consumidores contornam os circuitos tradicionais das lojas também através de leilões. A ideia é herdada das trocas diretas realizadas desde sempre, ou das vendas em quermesses, e mais recentemente dos sistemas de classificados e anúncios pessoais, mas ganha nova dimensão global com a Internet, que disponibiliza também novas ferramentas de avaliação da comunidade que podem ajudar a identificar os bons e maus vendedores. A possibilidade de criar referências para um determinado vendedor é uma das mais-valias desta plataforma eletrónica face aos sistemas tradicionais. Note-se porém que nem tudo é tão claro.
Raquel Pimentel - Leilões - Blog

Este mercado eletrónico de produtos usados aumentou drasticamente com a crise económica, revelam estudos. O número de sites que permitem aos internautas vender artigos em segunda mão aumentou, com os automóveis no topo da tabela dos bens mais transacionados a nível mundial, sendo responsáveis por 21,7 por cento do mercado. Seguem-se-lhes os ‘produtos culturais e de lazer’ e também a eletrónica.

Paulo Portas sai do Governo

Paulo Portas demite-se do GovernoApós sucessão de desavenças no seio da coligação PSD/CDS-PP e recente nomeação de Maria Luís Albuquerque para a pasta das Finanças, às 17 horas de hoje, o número dois do Governo, Paulo Portas, apresenta demissão (irrevogável). A escolha da secretária de Estado do Tesouro para o cargo estará na origem deste pedido de cessação de funções. A dissolução do parlamento e convocação de eleições antecipadas – por parte do Presidente da República – parecem iminentes.

O Primeiro-Ministro de Portugal,  Pedro Passos Coelho, prometeu fazer uma declaração ao país, por volta das 20h00 de hoje.

Meia Maratona 2012 (Ponte Vasco da Gama)

A maratona, prova rainha! Mesmo aqueles que iniciaram há pouco tempo nas provas de atletismo, anseiam participar nesta competição, no próximo dia 30 de setembro. Acaba por ser um desafio que quase todos os amantes do desporto ambicionam ultrapassar um dia. Tal como o Evarest para o alpinista, a maratona é para o desportista um teste aos seus limites. Oferece a uma pessoa vulgar, a possibilidade de fazer algo extraordinário. Nesta sua 22ª edição (Vodafone Meia Maratona RTP Rock ‘n’ Roll), os participantes podem contar com muita animação ao longo do trajeto.

IMPORTANTE (cuidados a ter): 
Antes de mais, não deverá nunca correr uma (meia) maratona como esta, apesar dos seus 21 quilómetros, sem ter uma preparação base mínima, o que pressupõe, pelo menos, meio ano de treino regular de corrida ainda que não tenha realizado grandes distâncias. Tanto o seu corpo como a sua mente têm de saber o esforço que implica correr para poder enfrentar, com boas probabilidades de sucesso, também uma prova desta envergadura.
Raquel Pimentel - Vodafone Meia Maratona

As Mini e Meia Maratonas têm ambas início marcado para às 10:30h, da Ponte Vasco da Gama

Para obter todas as informações sobre esta prova, consulte o site aqui

Pavilhão Atlântico tem novo dono (desenvolvimento)

É sempre com alguma decepção constatar a ligeireza com que alguns supostos jornalistas, de pequenos sites aparentemente vocacionados para as lides noticiosas, se limitam a copiar títulos e/ou a regurgitar conteúdos. Infelizmente, é de salientar uma certa precipitação na forma como são reproduzidas essas alegadas informações. Conforme foi aqui publicado no dia 26/07/2012 (data da conclusão do negócio em foco relacionado com o Pavilhão Atlântico), a grande sala de espetáculos do país vai investir determinadas verbas na referida música portugesa. Quer isto dizer, contrariamente ao que se pode ler nas ditas malhas meramente copiadas e misteriosamente atribuidas ao consórcio Arena Atlântico, isto é, mal copiadas, os grandes espetáculos não vão “manter”o seu enquadramento em vigor ou habitual. O desenvolvimento em prol da música portuguesa, informação essa que não foi fornecida – publicamente – pela Arena Atlântico mas por mim, vai beneficiar de outro tipo de promoção.
Informação: não sou responsável pela ordem com que são classificadas as notícias no Google, tampouco entendo os critérios com que este estabelece essa ordem. O Post original, cito: Pavilhão Atlântico tem novo dono, foi postado a 26/07/2012. Quer se trate de uma manipulação (SEO) do chamado ‘PageRank’ por parte das entidades emissoras dessas reproduções, quer por parte das equipas incumbidas de zelar pela sequência correta com que são publicados os conteúdos na Internet, assumo a minha absoluta isenção.

Raquel Pimentel

Pavilhão Atlântico tem novo dono

A disputa por aquela que é conhecida como ‘a grande sala de espetáculos do país’, chegou finalmente ao fim pela módica quantia de 21,2 milhões.

Luís MontezDesta feita, o Governo aprovou hoje a venda das ações ao agrupamento Arena Atlântico. A atual equipa de gestão, liderada pelo promotor Luís Montez, promete recuperar e desenvolver a música portuguesa. Algumas mudanças significativas neste setor são de esperar.


Luís Montez é o grande vencedor


A corrida à compra do edifício que envolveu os promotores Álvaro Covões e Luís Montez, o empresário António Cunha Vaz, a Confederação da Indústria Portuguesa, a promotora Ritmos & Blues e a atual gestora do Pavilhão Atlântico chegou assim ao fim. Saiba todos os detalhes sobre esta operação em Agência Financeira 

Pavilhão Atlântico vendido

Ser ou Parecer, eis a questão!

Novo artigo no site: «Ser ou Parecer, eis a questão!»

Trata-se de um ramo do conhecimento ainda envolto em bastante controvérsia, mas já com alguns especialistas em Portugal: a ciência da comunicação não verbal. Segundo os teóricos, que se socorrem da psicologia e da etologia, os gestos transmitem inúmeras informações sobre a personalidade e o estado de espírito, e estamos naturalmente treinados, uns mais do que outros, para os interpretar. Ainda mais polémica é a teoria de que os traços do rosto espelham o caráter, mas deixo esse conjunto de códigos para outra ocasião…

Saiba tudo em http://www.raquelpimentel.com

www.raquelpimentel.com já está disponível

 

www.raquelpimentel.com

O meu site pessoal www.raquelpimentel.com já está disponível.

Festa Franco Portuguesa em Pontault-Combault

Cartaz da 37ª Festa Franco Portuguesa em Pontault Combault

Cartaz da 37ª edição da Festa Franco Portuguesa (FFP) em Pontault Combault

Em conjunto com o município francês de Pontault-Combault, a Associação Cultural e Social Portuguesa (APCS) tem vindo a desenvolver a celebração anual de uma Festa Franco Portuguesa (FFP), cujos objetivos visam homenagear e fortalecer os alicerces culturais que os unem. Apelando ao ‘espírito de tolerância, de amizade e de respeito mútuo’, o cartaz deste ano assegura um leque recheado de artistas conceituados e de créditos firmados oriundos das várias quadrantes musicais. Com a presença de nomes como Belito Campos, Ana Ritta e André Sardet, entre outros, esta 37ª edição decorre de 26 a 27 de maio.