Tag Archives: Trump

Twitter faz frente a Trump

Esta quinta-feira a rede social Twitter rejeitou um pedido por parte da administração norte-americana para revelar a identificação de um utilizador. Aparentemente, a dita conta (@ALT_uscis), opositora do Presidente Donald Trump, estará a ser incómoda devido às sucessivas críticas que esta tem tecido naquela rede. Contudo, a empresa responsável pela rede social, cuja liberdade de expressão impõe as devidas regras quanto ao tipo de conteúdo e comportamento permitidos, defende que todos devem ter o poder de criar e compartilhar ideias e informações instantaneamente, sem qualquer obstáculo.

Precisamente, no dia 14 de março, a rede Twitter terá recebido do Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos (DHS) uma requisição reclamando os dados pessoais do respetivo usuário. Para já, não se conhece os argumentos apresentados no requerimento. É que a conta visada, criada em janeiro de 2017 e que assume o identificador pessoal ALTImmigration (@ALT_uscis), tem vindo a insurgir-se – enérgica e humoristicamente – contra as políticas de imigração preconizadas por Trump.

O processo, que conta com a intervenção da American Civil Liberties Union (ACLU) cuja missão é defender e preservar os direitos e liberdades individuais garantidas a cada cidadão pela Constituição e leis dos Estados Unidos, já deu entrada num tribunal federal de São Francisco, na Califórnia. Devido a esta polémica, a conta ‘a silenciar’ passou de 35 mil a 150 mil seguidores no espaço de algumas horas.

Sabe-se que praticar algo repetidamente é uma forma eficaz de aprender, porque envolve a ativação repetida das mesmas vias neurais, que se tornam cada vez mais fortes e mais eficientes. Todas as vezes que aprende- mos algo de novo o nosso cérebro altera-se um pouco. A aprendizagem induz a formação de novas sinapses, o que torna os neurónios mais eficientes e poderosos. Aprender literalmente molda o cérebro ao longo de toda a vida e ajuda-nos, inclusive, a saber lidar com as contrariedades.

Neste sentido, para Washington, o Twitter – que no passado mês de março celebrou os seus 11 anos de existência – oferece assim uma excelente oportunidade de aprendizagem, visto que, para além de não permitir conteúdos considerados ofensivos, também não são tolerados comportamentos que ultrapassem a linha para o abuso, incluindo comportamento que assedie, intimide, use o medo ou o seu ministério para silenciar a voz dos usuários.

twitter

Anúncios